Admitido en un trabajo

Mi hija se quedó sin trabajo hace dos meses,naturalmente supuso un disgusto.Tengo la estampa oracion de Marcelinho,algo me indujo a que me encomendara a el para que intercediera al Padre y conseguir un nuevo trabajo. Asi lo he hecho durante estos dos meses.Ahora la han admitido en un trabajo de la misma especialidad que el […]

Medicação para meu filho

Lucas, meu filho de sete anos vinha há algum tempo acompanhando com especialista sua altura. Esse ano, no dia 20/3, dia da consulta, o médico avaliou os exames e o mediu e disse que ele precisaria tomar o medicamento para auxiliar o crescimento. Conversamos a respeito e ele pediu novos exames, mas acreditava que pelos exames realizados anteriores, que ele não conseguiria o medicamento pelo Estado, por não estar apresentando pelos exames já feito falta de hormônio de crescimento
Relatou que não estava crescendo o suficiente, que estava com baixa estatura e que se continuasse nesse ritmo de crescimento estaria abaixo do esperado
Pediu que fizesse novos exames e que pensássemos a respeito, pois seria importante tomar o hormônio de crescimento, mas o medicamento tem um custo muito alto, por ser tomado diariamente e a dosagem aumenta confirma o peso e altura... seria uma decisão irritante a ser tomada...
Sai da consulta e fui na missa de 10 anos de falecimento de Marcelinho... pedi muito pela intercessão de Marcelinho, nesse dia, entreguei a ele nosso pedido, nosso filho para que ele nos direcionasse ao que fosse o melhor... Ele que era um homem justo, que se preocupava com o outro e era tb promotor, atuando na área da Justiça tb, sabia o que seria justo para nós, conseguir ou não o hormônio pelo Estado... sabia das nossas condições e que mesmo não estando com deficiência hormonal aparente dentro dos exames já feitos, ele apresentava baixa estatura que até um tempo atrás se enquadrava dentro dos requisitos de aprovação do Estado.
Sai da missa com fé e a sensação de ter sido ouvida por nosso querido Marcelinho... e continuei pedindo em minhas orações para que ele intercedesse pelo meu filho...
Fizemos os exames solicitados, levamos ao medico e ele deu entrada ao procedimento para avaliação do Estado, se autorizariam ou não receber o hormônio...
Dia 21/6 demos entrada no processo e dia 26/7 recebemos a mensagem da Farmácia Escola que foi autorizado e que o Lucas receberia o hormônio para tratamento.
O agendamento para receber o hormônio e iniciar ao tratamento foi dia 20/8.
E no dia 20/8 recebi os medicamentos e algumas horas após estava na Missa de Intenção a Beatificação de Marcelinho agradecendo essa graça tão importante para nós... 🙏🏻🙏🏻🙏🏻💙
Tatiana Müller Alves Marchioro

Intercessão em cura de saúde

Meu nome é Fabiola, sou casada, odontóloga, tia de Catarina, hoje com 5 meses e 6 dias de vida. Catarina é filha de minha irmã caçula Caroline a qual é pediatra e de Jacson que também é médico cirurgião e urologista. Eles tem mais um filho Felipe que completa 3 anos dia 25 de novembro.

Catarina nasceu no dia 3 de Junho de 2014, saúde perfeita.

Em 17 de Julho, uma segunda-feira à noite, quando tinha exatamente 42 dias de vida, Catarina começou a apresentar sintomas de gripe, a mesma virose que o irmãozinho estava. Só que diferente do irmão os sintomas respiratórios se agravaram rapidamente, já na noite seguinte estava internada no hospital Seara do Bem, em Lages, continuou piorando e quarta-feira foi internada na UTI e logo precisou ser sedada e entubada, estava sofrendo muito para respirar. Na quarta-feira mesmo chegaram exames indicando várias alterações uma delas foi uma anemia grave, precisou de uma transfusão de sangue, mas o quadro continuou piorando. Os médicos não conseguiam controlar a infecção pulmonar, e fechar um diagnóstico.Na quinta continuou piorando apesar de toda medicação, à noite Catarina não conseguia respirar nem com a ajuda dos aparelhos, foi terrível, ela lutava com o aparelho para respirar, para viver. Naquela noite Catarina teve uma sepsia, tinha entrado em sua corrente sanguínea uma bactéria resistente adquirida na própria UTI. Não morreu por graça de Deus. Estava então, com uma grave infecção nos pulmões e em seu sangue. Na sexta-feira pela manhã teve uma parada cardíaca, mas rapidamente a pediatra de plantão a reanimou. Só a partir de sábado que apesar de várias intercorrências o seu estado não piorou e aos pouquinhos, bem lentamente, foi melhorando, mas continuou grave e com risco de morte. Foi entubada dia 23 de Julho, ficou mais uns dias na UTI e depois mais 8 dias no quarto. Um dia antes de completar 2 meses recebeu alta. Continuou o tratamento de fisioterapia respiratória em casa e outras medicações, não apresenta hoje nenhuma sequela no pulmão.

Minhas orações

A partir do momento que Catarina ficou doente eu comecei a rezar muito, pedia a intercessão de Nossa Senhora e ao Sagrado Coração de Jesus, fonte de misericórdia. Logo que fui pedir orações aos queridos amigos que fiz no movimento de Emaús, comecei a rezar pela intercessão do Marcelo Câmara. Pedia como para um amigo, porque o conhecia pessoalmente: “Marcelinho, por favor venha me ajudar, interceda por minha sobrinha, você que aqui foi um exemplo para nós, um jovem fiel a Jesus,que transmitia tanta paz e que agora deve estar pertinho de Deus, me ajude.” E assim eu fiz todos os momentos em que rezava, pedia a Maria sua proteção, a Jesus por sua misericórdia e ao Marcelinho que fortalecesse meus pedidos.

Comecei a pedir não só pela Catarina, mas por todas as crianças daquela UTI. Mesmo depois, com a Catarina já em casa continuei minhas orações e sempre pedindo que ele intercedesse por minha Catarina e pelas crianças que ainda estavam lá no hospital.

Outro relato:

Quando Catarina foi para o quarto eu passava todas as tardes com ela e minha irmã. Um dia uma enfermeira abriu a porta do quarto, estava ofegante e nervosa pedindo por meu cunhado, pai de Catarina, que é cirurgião. Uma menina de 5 anos, acabava de chegar em estado grave após sofrer um acidente de carro, e o pediatra responsável por cirurgias estava atendendo em uma cidade bem próxima a Lages mas não daria tempo de ele chegar, era urgente. Imediatamente me coloquei em oração por aquele anjo e chamei pelo Marcelinho, com muita força e fé, sentindo que ele poderia me ajudar a pedir a Deus que salvasse aquela criança. Meu cunhado fez o procedimento cirúrgico, drenagem de seu pulmão que estava com sangue e tudo deu certo.

A menininha continuou muitos dias na UTI e passou por vários outros procedimentos , mas saiu com vida e bem do hospital. Que Deus seja louvado!

Agradeço de todo o meu coração ao Marcelinho, por sua intercessão; e a Deus por ter nos dado o privilégio de tê-lo conhecido e com ele partilhado muitos momentos.

Fabiola Marin Lyra Rosa
Lages, 09 de novembro de 2013

Sucesso em prova

Nosso Ministério de música, da igreja Santa Catarina de Alexandria, da Ressacada foi convidado para animar o encontro Arquidiocesano do Laicato no dia 11 de novembro de 2018, num domingo.
Sou acadêmica de Direito e na segunda-feira tinha uma prova de Direito Penal e como levo a sério tudo que me proponho a fazer, quando tenho provas durante a semana o final de semana é reservado exclusivamente para os estudos, já que durante a semana minha jornada de trabalho é integral e intensa.
Mas como negar um chamado Daquele que tudo nos dá de graça?! Como não disponibilizar o dom que Ele me deu à serviço da Santa Igreja?
Fui!
Durante o encontro, entre tantos relatos emocionantes de Cristãos Leigos, foi divulgado o livro de um Jovem Promotor de Justiça que havia dedicado sua vida aos estudos, à igreja e ao bem a todos que por sua vida passaram, confesso que naquele momento o que mais me chamou atenção foi o fato dele ser um Promotor de Justiça, ou seja, da área que me dedico na esperança de deixar um legado neste mundo ligado ao serviço social ao menos favorecido.
Olhei o livro, mas naquele momento pensei que entre tantas leituras jurídicas que faço, aquele seria mais um parado na estante de casa a espera de umas férias para ser lido. Não comprei!
Recebi um "santinho" com a Oração de devoção ao Marcelinho (carinhosamente chamado por todos), coloquei na bolsa e esqueci.
Dia seguinte, fui trabalhar e passei o dia preocupada com a prova, pedi para que Jesus me orientasse: ...."marco a segunda chamada? Não estudei nada, nem consegui abrir o caderno, não posso diminuir minha média, Jesus me dá uma luz!" e assim fiquei o dia todo.
Fui para a faculdade, sentei na carteira sem a certeza de nada, quando num minuto de silêncio no meu coração eu ouvi... "pegue a oração do Marcelinho, peça sua intercessão, acredite e faça esta prova".
Assim eu fiz, enquanto o professor distribuia uma prova com algumas páginas contendo todo conteúdo do semestre eu orei.
Virei a prova e em cada questão que lia a resposta estava ali!
Eu nem acreditava no que estava acontecendo, minha memória refletia exatamente o local que o conteúdo estava no meu caderno.
Sai dali que não me cabia de tanta felicidade, mas ainda assim, como os colegas comentavam que a prova estava muito difícil, aguardei ansiosa alguns dias para ver a nota publicada.
Graça, Benção, Fé, Emoção, Gratidão, Felicidade, senti tanta coisa junta quando recebi a nota OITO naquela prova que chorei emocionada por me sentir digna da misericórdia Divina através da intercessão de um jovem tão puro e sábio que nem me conhecia, não consigo explicar.
Sei que foi apenas uma nota de prova, não foi uma cura, ou algo que comovesse as pessoas, mas foi a certeza concreta de ter recebido uma graça! Eu tinha certeza que não tinha condições intelectuais de tirar aquela nota, vários colegas foram mal na nota, era muito conteúdo de uma disciplina difícil e fui melhor que a prova anterior que varei madrugadas estudando.
Sim! Meu coração transbordou de gratidão àquele jovem Santo (pra mim já é Santo).
Entrei em férias, comprei o livro, li e a cada página me emocionava ao saber que sob a enda dos Ingleses em 1999 estava num local que um Santo também estava, fui me identificando a cada leitura e hoje a foto dele com sua poderosa oração é meu fundo de tela do celular.
Sei que alcançarei mais graças pela sua intercessão, meu Amado e Santo Marcelinho que me olha todos os dias e sorri!
OBRIGADA.

Clau Andrade

Recuperação de imagens no Ribeirão

No dia 30 de agosto de 2018, às 20:00 hs, estávamos  na casa de uma família para fazer a novena Grupos Bíblicos em Família. Sra. Nita e Janete. No momento que iniciamos as orações, dona Juracides, conhecida comoTutuca, recebeu a notícia de que a Paróquia Nossa Senhora da Lapa (que frequentamos) tinha sido assaltada e que levaram a imagem secular de Nossa Senhora da Lapa. Foi um abalo para todos nós, ficamos sem o que dizer,  não acreditávamos no que estava acontecendo. Minhas palavras no momento foram de otimismo, não vamos desesperar, confiamos na Justiça Divina e na da terra. Eu tinha convicção, pois algo falava dentro do meu coração de que ela iria aparecer. Uma pessoa que faz essa maldade é digna de misericórdia. Pedi

Misericórdia Divina, pois não perco a fé. Foi algo triste; além de levar a imagem secular, violaram o Tabernáculo, algo muito sério.

Eu rezava o terço todos os dias, pedia a Deus sua misericórdia pois não sabem o que fazem. “Que esse ódio torne-se conversão, que dobrasse o joelho e pedisse a misericórdia que a Maria Santíssima interceda pelo Sangue precioso de Jesus que tenha misericórdia, que as lágrimas que derramamos que tenhamos a vitória, que seja a sua vontade. Eu espero, confio e Creio e vos amo. Peço Senhor por aqueles que não Creem, não esperam e não vos amam. Clamo a ti Senhor. Que essa imagem apareça¨. Essas foram as minhas súplicas quando do desaparecimento.

Até então não sabíamos de nada de concreto. Deixamos nas mãos da Justiça e continuava firme nas orações do terço. Foram dias de angústia e tristeza. Parece que tiraram um pedaço do nosso coração. Abalou toda a comunidade. Mesmo assim não desanimei, rezava o Santo Rosário todos os dias.

No dia 25 de novembro de 2018, dia de Santa Catarina de Alexandria eu, Claudete, fui ao Colégio Catarinense, peguei a oração do Marcelo Câmara e no momento que iniciou a oração do Santo  Rosário, pedi com muita fé a intercessão dele, se fosse da vontade de Deus que todo o mistério da Paróquia Nossa Senhora fosse desvendado. Digo mistério porque não houve arrombamento segundo os peritos e o padre. Sendo uma serva de Deus e frequentadora da Paróquia, assim como todos os fiéis, queríamos uma solução. Peguei a oração e pedi com muita fé que tudo fosse solucionado.

Quando cheguei em casa após o termino da missa, peguei novamente o rosário , senti uma luz que entrou na minha janela de casa.

Para honra e glória, pela intercessão de Marcelo Câmara, no dia 26 de novembro de 2018 a grande notícia: todos os pertences tinham aparecido, menos a coroa. E a pessoa que mexeu na Paróquia. Só tenho que agradecer  em primeiro lugar a Deus e a intercessão e a oração de Marcelo Câmara.

No dia 2 de Dezembro de 2018, na celebração, nosso Pároco revelou à comunidade o roubo. E a pessoa que tinha cometido esse ato. Dobrei novamente os joelhos pedi intercessão de Marcelo Câmara: se fosse da vontade de Deus, que todos os pertences da Paróquia fossem encontrados, inclusive a coroa. O padre tinha feito orçamento para compra da mesma, mas saia muito caro. Sendo que ele já tinha comprado alguns objetos e alguns a comunidade doou.

No dia 16 de Dezembro 2018, dona Juracides (Tutuca) envia mensagem para mim comunicando que todos os objetos da Paróquia, inclusive a coroa, foram encontrados.  O Padre enviou as fotos de todos os objetos da Paróquia; eram realmente aqueles, pois foram encontrados e enviados para a polícia. Dona Juracides reconheceu todos. Só tenho a agradecer a Deus pela intercessão de Marcelo Câmara.

Graça alcançada, graça testemunhada.

Obrigada, Marcelo Câmara.

Claudete Fraga Garcia.
Ribeirão da Ilha. Florianópolis, 13\12\2018.

Afastou a vontade de suicídio

Sobre graças que pedi a intercessão do Marcelinho, uma das mais importantes que já recebi e que tenho até receio de falar de tão preciosa que é, foi eu ter parado com o pensamento de suicídio, de morte. Aconteceu antes do meio deste ano de 2018. Não sei explicar como, mas de uma hora para outra mudou algo ...continuo na luta pra superar os desafios e marcas da depressão. Todos os dias ainda. Mas essa ideia de morte que era real, recorrente e fixa e que eu tinha como solução sumiu, não faz mais sentido. Sinto uma vontade imensa de viver. Tenho muito a agradecer. Que Deus continue me guardando deste mal.

18.12.18 - Anônimo

Venerdi 14.12.18 – Il Favore di Marcelo

Mi chiamo Matteo, vengo dalla Svizzera e ho cominciato quest'anno a studiare Teologia alla Pontificia Università della Santa Croce a Roma.
Ho sentito parlare di Marcelo Camara per la prima volta qualche giorno fa, quando un ragazzo Brasiliano mi ha parlato qui a Roma della sua vita. La sua storia mi ha colpito in maniera particolare perché ho 28 anni come Marcelo al suo decesso e l'anno scorso ho avuto anche io un linfoma (Hodgkin, IIA) dal quale dopo alcune sessioni di chemioterapia e radioterapia sono guarito.

Scrivo per testimoniare un suo favore che ho ricevuto proprio questa settimana, quando per la prima volta mi sono rivolto alla sua intercessione.

IL CONTESTO
Andrew, un mio amico proveniente dall'Uganda era andato settimana scorsa a sottoporsi a dei test medici qui a Roma. Il luogo in cui si è recato è un edificio con studi di medici di varie specializzazioni, molto grande e su diversi piani, che offre un ampio spettro di prestazioni. Andrew vi si è recato accompagnato da un amico allo scopo di sottoporsi a una risonanza magnetica, come indicatogli dal suo medico curante che gli aveva anche organizzato un appuntamento nella struttura.
Tuttavia, a causa di un malinteso probabilmente linguistico e organizzativo, in segretariato gli è stato detto di recarsi da un ecografista che nonostante le spiegazioni di Andrew su ciò di cui avesse bisogno e i documenti portati con sé lo ha sottoposto a un ecodoppler carotideo, facendolo inoltre previamente pagare in contanti (132€).

Grande fu la sorpresa di Andrew quando uscito dallo suo studio si rese conto di essere stato sottoposto al test sbagliato...! Necessitando la risonanza magnetica il prima possibile, si è diretto lui stesso senza nuovamente chiedere al segretariato al luogo in cui esse vengono effettuate e vi si è fatto sottoporre. Al momento di pagare per la risonanza magnetica (250€) ha richiesto di far valere i soldi pagati per l'altro test di cui non aveva bisogno, ma gli è stato risposto che ciò non è possibile, avendo l'altro medico fatto il suo lavoro e dovendo pertanto essere per ciò retribuito.
Se non avesse pagato, non avrebbe ricevuto i risultati delle analisi. Non avendo più soldi con sé, Andrew dovette così tornare a casa senza i risultati delle analisi.

VENERDÌ 14.12.2018, IL FAVORE DI MARCELO
Nei giorni successivi, Andrew ha reclamato sia di persona che telefonicamente, ma gli è stato risposto che non era possibile ricevere i soldi indietro. Essendo io di madrelingua italiana mi ha così chiesto di accompagnarlo per fare un ultimo tentativo reclamando un'altra volta di persona e in italiano.

Io capivo molto bene la delusione di Andrew aumentata dal fatto che lui come studente ugandese di soldi ne ha molto pochi, ma altrettanto bene le ragioni della clinica; dopotutto Andrew aveva accettato di sottoporsi al test e loro avevano svolto un lavoro che doveva essere in un qualche modo retribuito.

Vedendo che era una missione molto difficile, all'entrare alla clinica decisi così di affidarmi a Marcelo Camara. Tutto cominciò ad andare come inizialmente temevo: la segretaria - che aveva già parlato con Andrew le altre volte - spiegò che lui avrebbe dovuto fare più attenzione prima del test e spiegarsi meglio, e che lei inoltre come segretaria non poteva fare nulla. Dopo aver insistito noi un poco, ci disse di stare tranquilli e prese il telefono in mano. Aspettando che lei finisse la chiamata, noi due recitammo la preghiera a Marcelo e grande fu la nostra sorpresa quando ci disse di aspettare lì e che lei si assentava un attimo. Tornò poco dopo dicendoci che avevamo avuto una grande fortuna: il proprietario di tutta la clinica si trovava proprio lì in quel momento e molto gentilmente era disposto ad annullare la fattura. Non solo: ci restituì i soldi in contanti immediatamente!

Con questi soldi Andrew poté pagare subito la risonanza magnetica e ricevere così i risultati... grazie Marcelo!

Filho Chamado em Concurso

O jovem Marcelo que no seu encontro com cada um cumprimentava com um “Paz e bem” e um largo sorriso no rosto, antecipava nestas palavras o sentido da ressurreição, como um antes, pois viveria a sua via crucis.

Tive a graça de conhecer Marcelo Câmara, quando foi meu aluno no Curso de Direito, no primeiro semestre de 1999, na disciplina “Direito da Criança e do Adolescente”.

A primeira impressão que tive é que se tratava de um jovem extremamente educado e inteligente e, aos poucos, cada vez mais a sua postura cristã me chamava a atenção.

Tenho sempre pedido a proteção de Marcelo, sobretudo quando envolve questões relacionadas ao direito.

Meu filho aguardava uma vaga como professor e, praticamente, todos os demais candidatos já haviam sido chamados.

De imediato recorri a Marcelo clamado: “Meu jovem é do direito, como você também. Peço-lhe a graça de ele ser chamado”.

E mesmo dia, poucas horas depois, recebeu um email, dizendo que havia sido contratado.

Uma graça alcançada!

 

Prof. Josiane Rose Petry Veronese

18.12.2018

Recuperação de celular perdido

No dia 4 de fevereiro, ao chegar ao terminal rodoviário do Tietê, em S. Paulo, dei pela falta de meu celular. Estava indo para o interior visitar a família, mas resido em Brasília. Podia ter caído no chão, porque eu estava carregado de malas, ou ter ficado no carro do Uber que eu tinha utilizado.

Todos os meus contatos, contas bancárias, informações profissionais, etc. estavam armazenados no aparelho, e o back-up estava atrasado. Além disso, é um aparelho caro que eu havia ganho de um amigo. As chances de recuperar o aparelho eram mínimas e o trabalho para recuperar as informações seriam enormes.

Lembrei-me então do Marcelinho, de quem ouvira falar alguns dias antes. Pensando em que era jovem e dinâmico, me ocorreu que deveria valorizar bastante esse instrumento de trabalho.  Pedi a ele que me ajudasse a recuperá-lo.

Minhas tentativas de ligar para o celular ou localizá-lo não pareciam dar resultados, e assim voltei a Brasília no próprio dia 4, sem o celular. Mas continuei pedindo essa graça a ele.

Chegando a Brasília encontrei um recado vindo do motorista do Uber, que havia feito contato com minha família. Falei com ele e, graças à presença de outra pessoa em São Paulo, no dia 5 já o aparelho estava em minhas mãos. Atribuo ao Marcelinho a graça de ter recuperado rapidamente o celular.

Homero Luiz Píccolo

11.02.2018

Intercessão para novo emprego

Olá, quando eu estive em Florianópolis no início de 2016, recém-casada e desempregada, por conta de um curso de formação do meu marido fiz uma novena ao Marcelinho pedindo para ser nomeada ainda esse ano para o cargo de analista judiciário do Ministério Público da União. No último dia 20 de dezembro, fui nomeada, certamente por conta de sua intercessão. Muito obrigada!

Karla Cruz Montenegro Ramos

27.12.2016