Home » Depoimentos » Padre Márcio Alexandre Vignolli

A paróquia do Sagrado Coração de Jesus em ingleses, norte da Ilha, Florianópolis, foi criada em 1998, no último domingo do mês de junho.
Fui nomeado como primeiro pároco. Eu era um jovem recém ordenado. Foram muitos os desafios e as alegrias deste tempo em que lá vivi meu ministério sacerdotal.
Acolher, acompanhar, conhecer e conviver com o Marcelo foi uma das muitas alegrias, uma edificante alegria.
Na temporada de verão 98/99, para bem atender o fluxo de fiéis que vinha para o Norte da Ilha, como turistas em veraneio, fui inspirado a criar o projeto “Verão Mais Feliz com Jesus”. Como nossa igreja matriz era muito pequena, quis a providência divina que um benfeitor doasse uma tenda bem grande com capacidade de até 1000 pessoas para que realizássemos as atividades de evangelização e celebrações litúrgicas.
Esta tenda foi montada num excelente local no centro dos Ingleses, junto as dunas. Foi um grande mover espiritual de evangelização nesta “tenda”. Além dos turistas, muitos moradores dos ingleses passaram a participar, tanto que mesmo com o fim da temporada de verão, a “tenda” não foi desmontada e continuava sempre lotada para todas as celebrações.
Foi nesta “tenda” que chegou um dia no ano de 1999 o jovem Marcelo. Sua família morava ali nas proximidades.
O jovem começou a participar com assiduidade das missas na “tenda”. Primeiramente aos domingos e logo também das terças feiras e quintas feiras. Depois de um certo tempo, fui percebendo sua perseverança, e o modo com que ele tomava parte das celebrações, ele vibrava, orava com muita piedade e no momento da pregação seus olhos fixos e brilhantes chamavam atenção indicando um atento e salutar ouvir.
Este ouvir fez com que Marcelo se aproximasse de mim para partilhar, esclarecer, pedir ajuda e dispor-se a ajudar.
Marcelo vencendo as barreiras de uma natural timidez vinha ao meu encontro ao final das celebrações com reverente simpatia para agradecer pela celebração e sempre comentar com alegria a Palavra que lhe havia tocado profundamente.
Assim nos tornamos muito próximos. Ele partilhava seus ideais e sua “fome pela Palavra”, o que lhe fazia querer estar sempre mais no convívio eclesial. Participava além das celebrações litúrgicas também do grupo de oração e louvor carismático.
Percebi que ele também buscava crescer na “graça e no conhecimento do Senhor” através de boa leitura espiritual e doutrinal, e assim o convidei para ser catequista em nossa paróquia. Ele muito se alegrou e muito se preparou para acolher sua primeira turma de crismandos.
Os crismandos ficavam encantados com seu catequista, um jovem da PALAVRA!
Outra nota característica de Marcelo era o amor à Eucaristia celebrada, comungada e adorada. Na quintas feiras de adoração era sempre comum vê-lo adorando o Santíssimo, mesmo que ele tivesse muitos compromissos com sua faculdade, seus estudos.
Notando nele esse “ser eucarístico” o convidei para ser Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão. Ele foi nosso mais jovem ministro. Sua gentileza e sabedoria alentava e edificava a todo nosso corpo de ministros paroquial a quem ele muito ajudou ministrando aulas sobre o Catecismo da Igreja em nossa escola paroquial de Lideranças. Participar das aulas ministradas por Marcelo era muito edificante. Ministrava com profundidade, sabedoria e simplicidade. Uma mente brilhante e humilde, um coração vigoroso e terno.
De fato, o engajamento evangelizador-pastoral de Marcelo em sua paróquia foi o “chão fecundante” de sua vida de união com Deus e serviço aos irmãos.
Nos cinco anos que estive em Ingleses ele se destacou como um fiel paroquiano que descobriu “embaixo de uma tenda” a felicidade, a bem aventurança em Jesus.
Um jovem impactado pela Palavra de Deus, apaixonado pela Eucaristia, comprometido com a Igreja e de olhos abertos às necessidades da sociedade em seu clamor pela “justiça e o direito”.

Padre Márcio Alexandre Vignolli

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *